12 de nov de 2010

O Romantismo e a elegância da RENDA!

Vocês já pararam para observar a moda que tá na rua? o que as mulheres andam vestindo? se você parar por cinco minutos verá o desfile dos mais diversos modelos de roupas com detalhes ou inteiramente com rendas.

Eu tenho até dado preferência as roupas com rendas, dar um ar romântico e chic ao seu visual, ainda que o corte da roupa seja simples, um detalhe de renda fará toda a diferença e essa é a moda de hoje.
E não pense que isso se limita a sua blusa, vestido ou saia, mas os acessórios também em renda estão em alta, tudo aquilo que compões o vestuário tá bombando na composição com desenhos q simulam ter renda, sapatos, relógios, meias, bolsas, toucas, é garotas: TUDOOOOO!
E você ficará de fora da tendência?? Não podemos jamais! Por isso, dei um ctrl + C e ctrl + V nas best dicas do mais variados sites para vocês poderem usufruir do poder da renda e não pecar com erros graves na sua composição, pois devemos seguir a moda, mas sem ficarmos ridiculas...rs

Não exagere!

- De olho no volume Alguns desenhos dão a impressão de mais volume. Por isso, as gordinhas devem usar tramas em preto ou nude, com pontos fechados e sem muitos desenhos. Assim, o visual fica leve.

- Sem vulgaridade Prefira peças mais soltinhas, como blusas e saias. E nunca combine renda com decotão ou comprimento míni!

Na roupa

A renda é capaz de transformar um vestido de corte comum em uma roupa elegante e arrumada, de festa! Por isso ela é o tecido preferido das noivas. Revista toda a peça ou aproveite sua transparência nos braços, com a manga mais longa só em renda. Use também em blusas e saias, sempre com forro. Ele deve ser da cor da renda ou de sua pele.

- Como usar Combine saias, blusas ou vestidos rendados com acessórios sem muitos detalhes. Use com escarpim e bolsa pequena.

- Cuidado! Evite o excesso de transparência e peças muito coladas ao corpo. Gordinhas podem afinar a silhueta com uma blusa de renda preta combinada com casaco da mesma cor.

Na meia-calça

É ideal para o verão, porque os recortes permitem que a pele respire.

- Como usar Com vestidos, casacos longos, saias lápis ou tulipa e shorts. Combine com escarpim ou ankle boot de salto. Faça um visual moderno com blazer larguinho e short de alfaiataria.

- Cuidado! Quem tem as pernas grossas ou está acima do peso deve usar meias com ponto mais fechado, cuidando para não ficar "repuxado". Afine a silhueta com meia-calça preta opaca (fio 40 ou 80) por baixo.

Nos detalhes

Quem prefere não se jogar na renda pode usar o tecido apenas em alguns acessórios ou partes da roupa, como barra da saia ou babado na gola. Essas opções incrementam um visual básico.

- Como usar Com jeans, vestido, saia e blusinha. Se estiver frio, uma jaqueta cai bem. Combine com cores discretas, como preto, nude e cinza.

- Cuidado! Se escolheu um item rendado, ele deve ser a parte mais destacada do look. Evite combiná-lo com estampas, brilhos ou cores fortes.




10 de nov de 2010

Plástica, fazer ou não fazer? Eis a questão.


Na sociedade atual a busca pela perfeição estética tem movimentado um mercado que gera milhões no Brasil, como também nos E.U.a e alguns países da Europa: a cirugia plástica.

Quem nunca pensou em fazer uma cirurgia para corrigir ou melhorar algum aspecto na aparência, atire a primeira pedra, e não pense que estou falando somente a intrvenção cirurgica com bisturi, mas a cirurgia natural também, menos agressiva, todos nós já pensamos nisso.

Não é de hoje a busca por uma melhora no visual, mas desde que inventaram a maquiagem, e formas de disfarçar imperfeições com determinados tipos de roupa, corte de cabelo, o ser humano tenta aparentar algo mais esteticamente agradável, mas o avanço traz a cirurgia médica plástica, e essa é muito agressiva, e deve se tomar cuidado com a suas implicações.

E hoje existem até parcelamentos a perder de vista, o que incentiva e torna mais acessível a qualquer pessoa a querer fazer cirurgia plástica, no entanto, poucos sabem que o "o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou resolução que proíbe médicos de trabalharem com intermediadoras financeiras, incluindo as operadoras de cartão de crédito, para parcelar o pagamento de cirurgias plásticas. A medida passa a valer a partir da data de sua publicação no Diário Oficial, que deve ocorrer até a próxima semana. O profissional que descumprir a resolução poderá ser julgado em um processo ético e punido até com suspensão de atividades."(http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/03/11/conselho_de_medicina_proibe_parcelamento_de_plasticas_por_intermediadoras_1224959.html)

Ademais, quantas pessoas no Brasil morrem vítimas de cirurgiões imperitos? Por isso, avalie tudo antes de submeter a um tratamento cirurgico e outra sempre faça algo por você e não pelas pessoas.