7 de jan de 2012

Separados ou unidos pela amizade?

Nossa, quanto tempo, quase fizemos aniversario de um ano sem postar aqui no blog, minhas amigas boneca e paula casadas, e eu sigo agora aqui, creio que com a frequencia delas ainda mais reduzida aqui no blog.

O bom é que eu voltei, e acho que agora vou dedicar mais tempo aqui, posso desabafar sem medo, e quem poderia saber acho que nunca vai descobrir, então vamos lá para o ano de 2012... E vamos começar com um assunto básico, amizade entre homem e mulher é possível? até que ponto é preferível a amizade duradoura ou a ousadia de mudar o status amizade para namoro?

Vamos lá para minha vida, afinal é o motivo de eu estar aqui em Buenos Aires, às 2 horas da manhã do Brasil escrevendo num blog sobre um tormento durante meu mestrado: é só amizade?

Aos 28 anos me sinto uma adolescente, insegura, nem pareço a pessoa racional que geralmente sou, sempre escapando de sentimentos que me tornem vítima, buscando sempre o controle da situação ao meu redor, pois é, acho que a canoa quebrou e virou...

O ano de 2010 encerrou eu dizendo que daria chance ao sapo e pararia de buscar o principe e passaria a olhar mais para o lado, e iniciei o ano de 2011 livre para conhecer, para sair, para me relacionar, mas aí que tá conheci um rapaz, que vou chamar de Charles, nossa nem imaginava que tantas coisas se sucederiam após a apresentação realizada por um amigo em comum.

No primeiro momento nem dei atenção, era mais um em meio a tantos que eu ja conhecera nessa minha caminhada solteira, pessoa legal, mas nada mais que isso, estavamos em fevereiro de 2011, com o passar do tempo fomos andando juntos, saindo com amigos, esbarrando em alguns eventos sociais comum a ambos, sem perceber foi acontecendo de estarmos cada vez mais juntos.

Em julho viajamos para o Chile, nesse momento eu nunca o olhei com outros olhos, ele sempre foi um amigo e nem imaginava algo a mais, sobre o Chile, ah foi ótimo, ficamos mais amigos, mais presentes um na vida do outro e consequentemente nos encontrando mais e mais e de fato nada rolou, nao havia nada além da amizade.

Vieram os meses subsequentes e nos desencontramos e seguimos cada um para um lado, mas chegou o mês de novembro e foi neste mês que pareceu ter acontecido algo, que me faz estar aqui escrevendo para o registro do google...rs...quem vai ler né?

E para piorar não foi só a aproximação, mas a simples pergunta que gerou um monte de "pop-up" na minha cabeça: corre o risco de você apaixonar por mim? caracas, eu poderia ter milhares de respostas ali e realmente eu tinha, mas na hora fui tomada por alguem que nao era eu, rs, e respondi da forma mais diplomatica e a qual eu nao ficasse tao exposta a ele, até pelo fato de nem eu saber o que sinto.

Existem tantas vozes a falarem mal dele, tantas pessoas para julgarem e chegarem em mim para que eu fale isso ou aquilo a ele, mas sabe, quem convive com ele percebe o quanto ele é um homem especial, nossa cada dia que convivo fico feliz de ser amiga dele, e conhece-lo tão profundamente e nao me incomodar com seus defeitos, é saber que cada defeito faz parte de quem ele é e as tentativas de mudanças quem ele deseja ser: um homem melhor.


Eu dei a resposta e me arrependi, pois como disse, minha cabeça encheu de balão e fiquei pensando qual o motivo dessa pergunta? como assim essa pergunta? ele está simplesmente fazendo a pergunta? ou quer dizer algo? tentei consertar, afinal disse que ainda que ocorresse de me apaixonar eu decidiria ser amiga. argh só de lembrar dessa resposta dá vontade de dá um grito.......mas consertei, e deixei claro que amigos somos, e o amo como amigo, mas que ele tem qualidades suficientes para ser mais que amigo, e ficamos nisso...

Virada do ano, nossa a festa depois da virada na casa de amigos, ele todo cuidadoso dos meus interesses, sem contar o dia anterior que passamos juntos, a viagem que ele fez e deu saudades, a chegada dele e nosso encontro amigo, pois é, sempre mano, mano, brodi, nossa realmente é amizade.

Continuando sobre  festa da virada, aprendi a respeitar espaço, não quero ninguém comigo por cobranças, eu quero que a pessoa decida estar comigo, ocupamos o mesmo ambiente a festa toda, mas não estivemos juntos como tantas vezes, conversamos pouco, estivemos pouco um com o outro, mas em todo tempo o observei, e me diverti com sua alegria, senti ciumes por tantas garotas o perseguirem para dançar, afinal é um excelente dançarino e uma pessoa agradável de estar junta, mas me contive, e nem eu sabia que era ciumenta, nossa, sempre repudiei esse sentimento, ciume para mim é medo de perder, e aprendi que só se tem medo de perder o que não é seu, #fato.

E ainda na festa a dúvida sobre a pergunta e a grande icognita da questão, o que está acontecendo comigo? com ele? necessitamos conversar todos os dias, e ao mesmo tempo necessitamos nos separar por um tempo, e sempre coincide de fingirmos a existencia um do outro temporariamente.

Foi aí que comecei a vasculhar sites de relacionamentos, pesquisar como identificar se alguem ta apaixonado por você, a fazer teste para saber se é só amizade, pedir conselho a amigos homens, nossa recorri a vários meios, mas nao me satisfiz, e pensei, so me resta desabafar os meus pensamentos e orar para que meu coração seja guardado.

Nem sei ao certo o que sinto por ele, nunca me apaixonei antes na minha vida, nunca amei um homem como homem, sempre amigos, só que eu agora estou assim, e ao mesmo tempo que desejo falar com ele, desejo me distanciar, sinto como se as nuvens estivessem encobrindo minha visão, me deixando sem os instrumentos para me guiar, sinto-me perdida nesse trajeto da minha vida, e me sinto ao mesmo tempo que estou unida pela amizade, separada por ela também.

E fico, existe amizade entre homem e mulher, um homem amigo/amigo homem é tão presente na sua vida? está com vc em todos os momentos? está tão disponível? será que sou tratada diferente? ou será que é só a amizade?

Sei que respostas exatas eu agora nao tenho, mas a decisão vou tomar de forma egoísta e de autopreservação, me afastar, posso está me separando de alguem talvez que poderia ser o pé de meia que tava perdido, mas sei que vou estar me separando de uma amizade que jamais tive com alguém, no fim: separados pela amizade :(

Vou dormir, tenho que acompanhar amigas nas compras nas Outlets... :)


PS: só fazendo uma atualização hoje 19.03.2012 para saber da situação --->


Descobri que a separação trouxe união, me ensinou a desenvolver o amor por um homem especial, que em todo momento respeitou na minha decisão de me afastar, um verdadeiro gentleman, e descobri com o tempo que é possível amar um homem sem a necessidade de ultrapassar a linha da amizade, tendo um companheiro, confidente, alguém muito especial.


E digo que a separação foi essencial para que eu pudesse hoje ama-lo sem qualquer interesse além da amizade e ser mais unida, afinal como rejeitar um amor tão lindo que existe entre amigos. É possível ser amiga de homem.